DIFÍCIL DE ENGOLIR!
  • 21/05/2020

Sabe aquele acesso de tosse que você vem tendo com certa frequência quando está almoçando? Lembra-se daquelas vezes, na semana passada e ontem, que você engasgou pra valer e recebeu aqueles tapinhas nas costas? E das duas pneumonias que sua mãe teve esse ano, justo ela que tem uma saúde tão boa…

Pois é, existem algumas situações que podem surgir com o processo de envelhecimento e que podem passar desapercebidas, caso não sejam pesquisadas.

Estamos falando de uma situação relativamente comum com o avançar da idade e muito prevalente em determinadas situações (como nas doenças neurológicas), mas que pode trazer muitas consequências graves.

Trata-se da Disfagia, condição caracterizada pela dificuldade para engolir líquidos e/ou sólidos, podendo levar à pneumonias, perda de peso, sufocamento e até mesmo , à morte. Estudos mostram que a Disfagia é uma condição preocupantemente prevalente. Entre os idosos em geral, cerca de 13 a 40 % a apresentam. Entre moradores de uma instituição de longa permanência: 51 a 60 % !

É fato que um engasgo pode ocorrer devido a um alimento mais seco, um pedaço grande de carne, uma mastigação muito rápida, ou mesmo pela boca seca (causada por algumas medicações) e até por comprimidos grandes. Mas, quando ocorre com mais frequência deve ser sempre valorizada.

É imperioso que, caso alguém esteja apresentando dificuldade para engolir, seja avaliado e orientado por uma fonoaudióloga, que é a profissional qualificada para conduzir a alteração e orientar em relação à consistência da dieta ou mesmo sua suspensão temporária.

Para alertar para a importância do tema, a Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia lançou a campanha #podeserdisfagia, onde fornece informações através de textos e vídeos.

Não perca tempo. Informe-se. Compartilhe com seus amigos e, caso seja necessário, procure ajuda.

Um abraço!


Geriatria – Dr Roberto M. Betito
http://geriatriafacil.com.br